Câmara autoriza governo a resgatar atrasados do INSS

Publicado em: 14/06/2017

A Câmara dos Deputados aprovou ontem o projeto de lei proposto pelo governo federal que autoriza o resgate de atrasados que não foram sacados pelos beneficiários.

A equipe econômica de Michel Temer (PMDB) espera que a medida gere uma receita extra de R$ 8,6 bilhões.

O governo quer pegar de volta a grana de precatórios e RPVs (Requisições de Pequeno Valor) pagos a 493 mil credores há mais de dois anos e que ainda não foram sacados pelos credores.

Segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que conseguiram revisões ou concessões de benefícios na Justiça podem ser afetados.

O projeto de lei foi enviado ao Congresso em 15 de maio, com pedido de urgência.

Com isso, os deputados teriam 45 dias para analisar a medida.

O prazo acabaria no dia 29 deste mês e, depois dessa data, o projeto trancaria a pauta da Câmara.

 

Fonte: Agora / UOL










Voltar